A TV que todo mundo vê!
Canal 16.1

Postado por Lane Gomes
Além de criadora de conteúdo para as redes socais do Grupo Leitte, também presta assistência desde o desenvolvimento, contratação do elenco, supervisão das filmagens e a checagem da qualidade final do programa antes de ir ao ar

Ailton Krenak, o Primeiro Indígena na Academia Brasileira de Letras
Cidadão irá ocupar a cadeira número 5, anteriormente pertencente à Rachel de Queiroz


Pubilcado em 06/10/2023 14:36:13
Atualizado em 06/10/2023 14:36:13
306

Na tarde desta quinta-feira (5), Ailton Krenak foi eleito como o primeiro indígena a ingressar na Academia Brasileira de Letras, ocupando a cadeira número 5, anteriormente pertencente a Rachel de Queiroz.

Krenak é conhecido como ambientalista, filósofo e líder indígena, embora não tenha o hábito de escrever de maneira convencional. Ele segue a tradição indígena da oralidade, transmitindo conhecimento por meio da fala. Suas obras, traduzidas em 13 países, são na verdade transcrições de entrevistas, conversas e discursos feitos por ele.

Nascido em Itabirinha, Minas Gerais, na região do Vale do Rio Doce, Krenak se mudou para o Paraná quando ainda era adolescente, onde se tornou produtor gráfico e jornalista e se envolveu em ativismo. Nos anos 1970, participou da criação da União das Nações Indígenas, um importante movimento nacional que enfrentou a ditadura militar. Ele também é o criador de um centro de estudos indígenas e recebeu títulos de Doutor Honoris Causa das universidades de Brasília e Juiz de Fora.

Além de suas realizações acadêmicas, Krenak é um defensor incansável do meio ambiente e crítico da sociedade de consumo. Krenak destaca a importância de incorporar o pensamento indígena no pensamento plural do país e celebra a diversidade cultural. Sua eleição para a Academia Brasileira de Letras é um marco significativo na representação da cultura indígena na literatura brasileira.