A TV que todo mundo vê!
Canal 16.1

Postado por Eugênio Silva
Graduando em jornalismo pela UFCA, com passagens pela Rádio Jangadeiro FM e; Rádio SomZoom Sat Cariri, esteve a frente na apresentação do Jornal Grande Cariri, atua como repórter de campo e colunista da página na web do Café News

Evangélico é condenado a 57 anos de prisão por estuprar crianças durante ensaios de louvor
Todas as vítimas tinham menos de 14 anos à época dos crimes descobertos após uma delas contar os acontecimentos


Pubilcado em 18/10/2023 15:22:31
Atualizado em 18/10/2023 15:22:31
304

Um homem foi condenado a 57 anos de prisão por estuprar três crianças em Morrinhos, no interior do Ceará. Ele atuava como obreiro — cargo auxiliar ao pastor — em uma igreja evangélica do município, à qual as vítimas também frequentavam. Uma das meninas é, inclusive, sobrinha do abusador. A sentença foi proferida no último dia 5.

Todas as vítimas tinham menos de 14 anos à época dos crimes. Os abusos sexuais foram descobertos após uma das vítimas contar os acontecimentos para uma prima de seis anos. Após esse episódio, foram descobertos mais casos praticados contra outras crianças.

O Ministério Público do Ceará (MPCE) informou que homem utilizava o fato de ser obreiro para atrair as crianças para ensaios de louvor na casa dele, que ficava ao lado da igreja, e lá praticar os abusos. O sentenciado oferecia doces, dinheiro e ameaçava as meninas para que não contassem sobre o ocorrido.

O réu foi condenado por estupro de vulnerável em regime inicialmente fechado e sem direito de recorrer em liberdade. Conforme o Código Penal Brasileiro, o delito de estupro de vulnerável se configura quando há prática de conjunção carnal ou outro ato libidinoso com menor de 14 anos.

A pena é de oito a 15 anos de reclusão, mas pode ser aumentada pela metade se o agente for ascendente, padrasto, tio, irmão, cônjuge, companheiro, tutor, curador, preceptor, empregador da vítima ou outro título que indique autoridade sobre a vítima.